AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA E DA TAXA DE APLICAÇÃO SUPERFICIAL NA COMPOSIÇÃO DA COMUNIDADE FITOPLANCTÔNICA PRESENTE EM LAGOAS DE POLIMENTO E A INFLUÊNCIA DESSA COMUNIDADE NAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS (pH, OD E Amônia) Das Lagoas

Marcos von Sperling, Carolina Moreira Oliveira

Resumen


O presente estudo investiga a influência do tempo de detenção hidráulica (TDH) e da taxa de aplicação superficial (TAS) na composição da comunidade fitoplanctônica presente em lagoas de polimento, além da influência dessa comunidade nas condições ambientais dessas lagoas. A pesquisa foi desenvolvida na ETE Experimental UFMG/COPASA, em escala de demonstração, localizada em Belo Horizonte, Brasil. O aparato experimental consistia de um reator UASB, quatro lagoas de polimento e dois filtros de pedra, sendo que as lagoas 1 e 2 operaram em série e as lagoas 3 e 4 em paralelo. Foram realizadas análises físico‐químicas de DBO (total) para o cálculo da taxa de aplicação superficial, nitrogênio amoniacal para cálculo de amônia livre, clorofila a e qualitativo e quantitativo de algas, além de medições de pH e OD. Durante todo o período de estudo, as classes de algas que se mostraram dominantes foram as clorofíceas e euglenofíceas. Com a mudança de fase e conseqüente elevação da TAS nas lagoas 3 e 4 houve uma diminuição de Scenedesmus e aumento de Chlamydomonas, bem como o surgimento dos gêneros Trachelomonas, Phacus e Euglena. Com a redução do TDH, esse trabalho apontou também a diminuição de Chlorococcales, Cryptomonas e o desaparecimento de Closterium, além do aumento de Micractinium, Chlorogonium e Mallomonas. O pH, o OD e a amônia parecem confirmar a existência de uma forte relação com a atividade biológica exercida pelas algas presentes ao longo do sistema de lagoas.

Palavras‐chave: fitoplâncton, lagoas de polimento, tratamento de esgotos


Palabras clave


fitoplâncton; lagoas de polimento; tratamento de esgotos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2010.3.1.23777