AVALIAÇÃO DAS ROTINAS OPERACIONAIS E DE MANUTENÇÃO EM REATORES UASB: O CASO DAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS NO DISTRITO FEDERAL DO BRASIL

Ricardo Augusto Ramos, Klaus Dieter Neder, Tarcísio dos Reis Queiroz, Rogério Botelho de Paula, Marco Antônio Almeida de Souza

Resumen


São apresentados e analisados os dados operacionais e de manutenção dos reatores UASB das estações de tratamento de esgotos sanitários no DF. São avaliados aspectos relativos à eficiência do tratamento preliminar, bem como o manejo de lodos nos reatores UASB. Após a avaliação das unidades, verificou‐se que as mesmas apresentam desempenho satisfatório para a remoção de DQO, DBO e SST. Apesar de muitas vezes apresentarem efluentes com qualidade superior à prevista em projeto, os reatores UASB ainda precisam de um manejo adequado dos lodos, requerendo melhores estratégias relativas à freqüência do descarte dos lodos e de remoção de escuma. São analisadas as possíveis causas dos problemas operacionais identificados, bem como são discutidas medidas para sua solução.

Palavras‐chave: Escuma, esgoto sanitário, lodo, reatores anaeróbios, UASB.


Palabras clave


Escuma, esgoto sanitário, lodo, reatores anaeróbios, UASB.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2010.3.1.23794