EFEITOS DA ASSOCIAÇÃO DE ALGUNS SUBSTRATOS ALTERNATIVOS NO CONTEUDO DE NPK APÓS A COMPOSTAGEM E VERMICOMPOSTAGEM

Cátia Araujo Farias, Eny Maria Vieira, José Carlos Fogo

Resumen


Foram estudados os efeitos da associação entre alguns substratos alternativos para o processo de compostagem e de vermicompostagem em diferentes proporções (20, 40, 60, 80 e 100%), em volume, com a fração orgânica dos resíduos sólidos urbanos, denominado composto orgânico, considerado “inóculo massal”. Os resultados obtidos após os meses de experimentação permitiram concluir que vários fatores interferem na qualidade do produto gerado. No processo de compostagem estes fatores estão relacionados ao tipo de substrato, controle de umidade, temperatura e revolvimento das leiras. Dos substratos analisados, o esterco bovino (E) e resíduo de poda/capina (R) são preferenciais para o processo de vermicompostagem, por associarem características como microflora, macroflora, tamanho de partículas e capacidade de retenção de água. De maneira geral, quaisquer substratos podem ser empregados no processo de compostagem e de vermicompostagem. No entanto, é necessário observar certas características desses resíduos para prever a concentração dos elementos NPK. A baixa concentração dos nutrientes do produto final está relacionado ao material de origem.

Palavras‐chave: compostagem, substratos orgânicos, vermicompostagem.


Palabras clave


compostagem; substratos orgânicos; vermicompostagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2011.4.1.26014