ADSORÇÃO DO CORANTE INDOSOL AZUL TURQUESA EM CONCHAS DE MARISCOS Brachidontes solisianus CALCINADAS

Maria Thalita Siqueira de Medeiros, Romero Barbosa de Assis Filho, Maurício Alves da Motta Sobrinho

Resumen


Corantes sintéticos estão entre os produtos químicos mais nocivos encontrados nas diversas atividades industriais. O setor têxtil apresenta um especial destaque por gerar grandes volumes de efluentes contendo em sua composição essa classe de substâncias, no qual, quando não corretamente tratados, podem causar sérios problemas de contaminação dos corpos hídricos. Devido a tais implicações ambientais, novas tecnologias têm sido buscadas para a captura destes compostos. Entre tais processos, a adsorção encontra grande aplicação industrial, pois está associada a baixos custos e elevada eficiência de remoção. O material, conchas de marisco, foi caracterizado por DRX e BET. Foi realizado um planejamento fatorial 23 onde foram avaliadas as melhores condições dentro das variáveis estudas: massa (g), granulometria (mesh) e agitação (rpm). O estudo cinético foi feito utilizando as melhores condições apresentadas no planejamento experimental: 0.1 g do adsorvente com granulometria de 60 mesh a uma agitação constante de 300 rpm. A eficiência desse processo foi acima de 99% o que comprova que o marisco é um ótimo adsorvente.

Palabras clave: adsorção, corantes têxteis, conchas.

 


Palabras clave


adsorção, corantes têxteis, conchas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2014.7.3.46822