ESTIMATIVA DE EMISSÕES DE GEE DEVIDO AO TRANSPORTE DE RESÍDUOS EM ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTO NA ÁREA DE ATUAÇÃO DA Embasa- BAHIA, BRASIL.

Jamile Oliveira Santos, José Célio Silveira Andrade, Márcia Mara de Oliveira Marinho, Adalberto Noyola Robles, Leonor Patricia Güereca

Resumen


O setor de transportes, atualmente, é a segunda maior fonte de emissora de gases de efeito estufa (GEE) no Brasil, atrás apenas de mudanças de uso do solo. A operação de estações elevatórias em sistemas de esgotamento sanitário gera uma quantidade expressiva de resíduos e requer serviços de transporte para destinação adequada. Nesse sentido, torna-se importante avaliar as emissões de GEE associadas a essa atividade por parte dos operadores. O conhecimento dessas emissões permite que a empresa de saneamento avalie a logística envolvida no transporte e implemente melhorias, visando uma operação de baixo carbono. Assim, esse trabalho pretende estimar as emissões de GEE decorrentes do transporte de resíduos produzidos em elevatórias, estações de condicionamento prévio de emissários submarinos e do tratamento preliminar em estações de tratamento de esgotos sanitários na área de atuação da Embasa (Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A). Os resultados permitem inferir que o transporte de resíduos na empresa em estudo é uma fonte emissora importante das emissões de GEE indiretas (escopo 3) e indicam oportunidades para o aprimoramento do inventário. 


Palabras clave


GEE, transporte, resíduos sólidos, Embasa, Brasil. Greenhouse gases, transportation, solid waste, Embasa, Brazil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2016.9.1.55024