Construçào da identidade no trabalho em call centers: a identidade provisória

CINARA LARRER ROSENFIELD

Resumen


O OBJETIVO DESTE ESTUDO É COMPREENDER O CONTEXTO DO TRABALHO NA CHAMADA SOCIEDADE DA INFORMAÇO E AS DIFERENTES FORMAS DE TRABALHO QUE NELA SE DESENVOLVEM, EM ESPECIAL O TELETRABALHO EM CALL CENTERS. DIANTE DE UM NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO CARACTERÍSTICO DA ERA DA INFORMAÇO, TRATA-SE DE ANALISAR AS NOVAS MANEIRAS DE TRABALHAR E AS DIFERENTES CONFIGURAÇ•ES DA CONSTRUÇO DA IDENTIDADE NO TRABALHO. A IDENTIDADE É AQUÍ ENTENDIDA NUMA TRIPLA CONFORMAÇO: RECONHECIMENTO-AUTONOMIA-COOPERAÇO. INTERESSA-NOS AQUI INVESTIGAR E ANALISAR A IDENTIDADE NO TRABALHO LIGADO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇO E COMUNICAÇO (TICS). POR UM LADO, ESTAS TECNOLOGIAS, POR REFERIREM-SE A ATIVIDADES DE NATUREZA COMPREENSIVA E IMATERIAL, TRADUZIRIAM UMA REDUÇO DA AMPLITUDE DA DIVISO DO TRABALHO ENTRE OS QUE CONCEBEM E OS QUE EXECUTAM, MAS, POR OUTRO, A REALIDADE DO TRABALHO LIGADO ÀS TICS MOSTRA-SE COMPLEXA E AMBÍGUA POIS HÁ INDÍCIOS DE UMA MANUTENÇO DA DIVISO ENTRE TRABALHOS ”INTELIGENTES” E TRABALHOS CONTROLADOS E REPETITIVOS. O TRABALHO EM CALL CENTERS PARECE CONDENSAR ESTAS AMBIGÜIDADES DE UM TRABALHO INFORMACIONAL COM ALTO CONTROLE, O QUE O COLOCARIA ENTRE AS ESPERANÇAS DO PÓS-TAYLORISMO E OS TEMORES DO NEOTAYLORISMO.


Palabras clave


SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO; IDENTIDADE NO TRABALHO; CALL CENTERS; NEO E PÓSTAYLORISMO

Texto completo:

pdf